Estrutura de Concreto

Concreto dosado em central

Atualmente, muitas empresas solicitam concreto dosado em central. Essa é uma prática recomendada, pois reduz o estoque dos materiais na obra, agiliza o processo de produção e proporciona maior grau de controle do concreto.

Uma das diferenças mais significativas entre o concreto preparado na obra e o dosado em central está na composição dos materiais. O concreto dosado em central utiliza aditivos, que são produtos químicos adicionados durante o preparo do concreto, em proporções inferiores a 5% em relação à massa do cimento. Eles têm a finalidade de modificar algumas propriedades do concreto ou conferir a ele qualidades para melhorar o seu comportamento.

Aditivos

De acordo com sua finalidade, os aditivos podem ser aplicados no concreto fresco ou endurecido. Existem diversos tipos de aditivos, com funções distintas, entre os quais destacam-se:

Tipos Efeitos Vantagens Desvantagens
Plastificante  Aumenta o índice de consistência e possibilita a redução de pelo menos 6% da água de amassamento.  Maior trabalhabilidade para determinada resistência e menor consumo de cimento para determinada resistência e trabalhabilidade. Retarda o início de pega para dosagens elevadas do aditivo, com risco de segregação.
Retardador de pega  Aumenta o tempo de início de pega.  Mantém a trabalhabilidade a temperaturas elevadas, retarda a elevação do calor de hidratação e
amplia os tempos de aplicação. 
Pode promover exsudação e aumentar a retração plástica do concreto.
Acelerador de pega  Oferece pega mais rápida e resistência inicial mais elevada.  Ganho de resistência em baixas temperaturas e redução do tempo de desfôrma.  Possível fissuração devido ao calor de hidratação e risco de corrosão de armaduras.
Plastificante e retardador  Efeito combinado do plastificante e do retardador de pega. Reduz a perda de consistência em climas quentes e úmidos.  Aumento da exsudação e retração plástica; risco de segregação.
Plastificante e acelerador Efeito combinado do plastificante e do acelerador de pega. Reduz a quantidade de água e permite ganho mais rápido de resistência. Risco de corrosão de armadura.
Incorporador de ar Incorpora pequenas bolhas de ar no concreto. Aumenta a durabilidade ao congelamento do concreto sem elevar o consumo de cimento e o consequente aumento do calor de hidratação; reduz o teor de água e a permeabilidade do concreto. Necessita de controle cuidadoso da porcentagem de ar incorporado e do tempo de mistura.
Superplastificante  Elevado aumento do índice de consistência. Possibilita a redução de, no mínimo, 12% da água de amassamento. Eficiente redutor de água. Proporciona ganhos de resistência para determinada trabalhabilidade e reduz o consumo de cimento. Riscos de segregação da mistura, efeito do fluidificante é num tempo menor que o plastificante; pode elevar a perda de consistência.

 

Escolha do fornecedor

Atualmente são diversos os fornecedores de concreto dosado em central. Como escolher aquele que melhor atende às necessidades da obra? Verifique com antecedência à data de concretagem as seguintes informações das concreteiras:

Informação O que verificar
Dados gerais da empresa  Se é associada à Associação Brasileira de Empresas de Serviços de Concretagem (ABESC), a configuração jurídica da empresa (capital social, contrato de prestação de serviços, notas fiscais e faturas, recolhimento de tributos); o tempo de funcionamento e a experiência no mercado; principais clientes e obras.
Materiais e equipamentos  A procedência e a qualidade dos componentes do concreto; a idade média dos caminhões-betoneira; as condições dos equipamentos utilizados para o transporte e lançamento do concreto; caminhões e bombas.
Controle tecnológico  Se possui laboratórios de controle e responsável técnico; a automação, a informatização e o grau de controle dos ensaios; se possui certificado de aferição de equipamentos de medição (balanças e equipamentos de laboratório).
Outros A localização da central de dosagem em relação à obra; se a empresa respeita o meio ambiente através de controles ambientais (filtros, reciclagem, disposição de rejeitos, etc.).


A avaliação do fornecedor não deve ser efetuada somente para a escolha da central dosadora. Uma forma de avaliar posteriormente consiste em atribuir pontuação para itens que julgar importante, como por exemplo: prazo, preço e qualidade. Dessa forma, é possível mensurar aquelas que melhor atendem, além de possibilitar uma melhoria na qualidade do fornecimento, retroalimentando os pontos positivos e alertando as concreteiras sobre os pontos que devem ser melhorados.

Pedido

Ao realizar o pedido do concreto, informe:
• A quantidade requerida (em m3)
• O volume de concreto que deve vir no caminhão betoneira e o intervalo de entrega.
• O horário de início de concretagem, que deve estar atrelado ao plano de concretagem.
• A forma de lançamento - convencional, bomba estacionário, autobomba com lança, grua, entre outros.
• O fck do concreto.
• O slump.
• A dimensão máxima da brita.

Um vez que o fornecedor influencia diretamente no ritmo da concretagem - através da entrega dos caminhões no intervalo desejado e também no fornecimento de bomba - é importante que o plano de concretagem já tenha sido definido previamente à realização do pedido.

Para assegurar que o concreto solicitado atenda aos requisitos desejados, pode-se, no momento do pedido, informar, por exemplo, o tipo e a marca do cimento, o tipo e a marca do aditivo, a relação água/cimento, o teor de ar incorporado e a massa específica.

Recebimento

Designe um profissional responsável para o recebimento do concreto, que deverá conferir:
• A nota fiscal, verificando se o volume e a resistência característica conferem com o pedido de compra.
• A integridade do lacre do caminhão, que é uma forma de garantir que o concreto não foi descarregado desde a sua saída da central.
• A consistência do concreto, através do ensaio de abatimento do tronco de cone.

No recebimento do concreto, a realização do slump test é importante para verificar se a quantidade de água existente no produto está compatível com as especificações. A falta de água dificulta a aplicação do concreto, propiciando a ocorrência de “bicheiras” na estrutura. Já o excesso de água, apesar de facilitar a aplicação, reduz a resistência da estrutura.

É comum que, durante o trajeto do caminhão betoneira, ocorra a perda de consistência do concreto, seja devido à temperatura seja devido à umidade. Nesse caso, a quantidade de água a ser reposta deve ser efetuada de modo a corrigir o abatimento de todo o volume transportado.